O iodo é essencial para a produção de hormônios da tireoide e para o desenvolvimento do feto e dos bebês; por isso, é um nutriente fundamental para a boa saúde em todos os estágios da vida. Tendo em vista que nosso organismo não produz iodo, ele deve ser fornecido regularmente por meio de uma alimentação equilibrada. Há deficiência de iodo em cerca de 54 países, conforme um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso ocorre porque o solo desses países contém pouco ou, em certos casos, nenhum iodo.

Iodo é o componente chave na produção de hormônios da tireoide: tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3). Os hormônios da tireoide ajudam o organismo a manter uma utilização da energia adequada, a manter-se aquecido, fazendo com que o cérebro, o coração, os músculos, e outros órgãos funcionem como deveriam.2 Os hormônios da tireoide e, consequentemente, o iodo, são essenciais para o desenvolvimento durante a gestação dos bebês, principalmente sua maturação óssea e desenvolvimento do cérebro. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS; 1994), a ingestão insuficiente de iodo é reconhecido como a mais comum das causas evitáveis de retardo mental.

Referências