Tireoide e Infertilidade

Conteúdo


O quê você deveria saberw

Você tem problemas para engravidar? Sua tireoide ou a de seu companheiro podem ser o problema, porque distúrbios da tireoide podem causar dificuldades para a fertilidade de homens e mulheres. Embora a infertilidade possa ser causada por diferentes fatores, o funcionamento subótimo da glândula tireoide pode ser o “elo perdido”, especialmente se houver doença da tireoide na família. Depois de tratados os distúrbios da tireoide, você poderá livrar-se dos problemas de fertilidade, caso essa glândula seja a única causa da infertilidade. Este site visa alertá-la para a ligação existente entre tireoide e infertilidade.

Se você tem tentado, sem sucesso, engravidar, há mais de seis meses a um ano, peça ao médico para verificar a situação de seus hormônios tireoidianos, antes de começar outros procedimentos médicos. Se a tireoide for a causa da infertilidade, fazê-la a voltar a ficar sob controle recupera a fertilidade e reduz seu risco de complicações de saúde


Conheça os fatos

Os hormônios da tireoide interagem com outros, especialmente com hormônios sexuais.1 É necessária a quantidade certa de hormônios da tireoide para manter a função normal dos testículos e dos ovários. Excesso (tireoide hiperativa) ou escassez (tireoide hipoativa) desses hormônios podem afetar negativamente a fertilidade de homens e mulheres.
O funcionamento ótimo da glândula tireoide é benéfico não apenas aos pais saudáveis, mas é fundamental para a saúde do bebê. Níveis subótimos da tireoide são uma causa de problemas de fertilidade, de maior risco de abortamento, de parto prematuro e de outras complicações, além de poder prejudicar o desenvolvimento do cérebro do feto.2

A infertilidade masculina responde por 30 por cento da incapacidade de os casais obterem uma gravidez, 35 por cento é causado pela mulher, 20 por cento por ambos, e em 15 por cento a causa não pode ser identificada e o espermograma e exame da mulher são normais.3


Qual o impacto dos hormônios tireoidianos na fertilidade masculina

Há muitos motivos para a infertilidade masculina como desequilíbrios hormonais, problemas físicos, psicológicos ou comportamentais. Os hormônios da tireoide, que antigamente não eram considerados na fertilidade do homem , agora são reconhecidos como tendo um papel importante, por exemplo, na produção de espermatozoides.4,5 A boa notícia: A correção desses distúrbios pode recuperar a fertilidade masculina.


A tireoide hiperativa

Se sua glândula tireoide produz e libera excesso de hormônios tireoidianos na corrente sanguínea, você tem hipertireoi-dismo. Os homens podem desenvolver hipertireoidismo por vários motivos, como a doença de Graves, supermedicação com hormônios tireoidianos para tratamento de hipotireoidismo, excesso de iodo na alimentação, nódulos na tireoide, ou inflamação da glândula tireoide (tireoidite). Ao acelerar o metabolismo do organismo, o hipertireoidismo pode causar muitos sintomas; alguns desses sintomas são mal interpretados como nervosismo ou estresse.6


Sintomas chaves do hipertireoidismo6

  • Nervosismo
  • Irritabilidade
  • Frequência cardíaca acelerada
  • Perda de peso
  • Maior sensibilidade ao calor
  • Fraqueza muscular
  • Aumento da sudorese
  • Mãos trêmulas
  • Perda de cabelos

Se você tiver problemas de fertilidade e, ao mesmo tempo, alguns desses sintomas6 – é improvável que alguém tenha todos – você deve falar sobre doença da tireoide com seu médico, especialmente se você tiver histórico familiar de doença tireoidiana

A tireoide hipoativa

Se sua glândula tireoide não produz hormônios tireoidianos suficientes, você tem uma deficiência da tireoide, conhecida como hipotireoidismo. As causas mais comuns do hipotireoidismo são a deficiência de iodo, onde essa deficiência é incomum, doença de Hashimoto, uma doença autoimune que destrói progressivamente a glândula tireoide.7 A deficiência da tireoide retarda o metabolismo. Muitas vezes, o mau funcionamento da tireoide5 está associado com redução da libido e disfunção erétil; Além disso, há um efeito adverso na forma e estrutura do espermatozoide – fatores que podem gerar infertilidade.


Sintomas chaves do hipotireoidismo7

  • Fadiga
  • Confusão mental
  • Falta de concentração e memória
  • Depressão
  • Maior sensibilidade ao frio
  • Ganho de peso
  • Constipação
  • Pele e cabelos ressecados
  • Unhas quebradiças
  • Dor nas articulações e músculos

Se você tem problemas de fertilidade e ao mesmo tempo alguns desses sintomas você deve consultar o médico e contar-lhe seus sintomas.


Qual o impacto dos hormônios da tireoide sobre a infertilidade feminina

Os hormônios da tireoide interagem com os hormônios reprodutivos, estrogênios e progesterona, para preservar a função normal dos ovários e a maturação dos óvulos (oócito).1 se sua glândula tireoide libera excesso (hipertireoidismo) ou escassez (hipotireoidismo) de hormônios tireoidianos, o equilíbrio dos hormônios reprodutivos pode estar prejudicado5 com problemas de fertilidade relacionados à tireoide como distúrbios de ovulação, períodos irregulares, e problemas para engravidar ou levar uma gestação a termo.8 Embora você possa ter períodos menstruais regulares, pode ser que você não esteja ovulando. Sabendo-se que a doença tireoidiana é um problema endócrino comum em mulheres férteis, a primeira coisa a fazer, ao ter problemas para engravidar é fazer um exame de tireoide, especialmente se houver histórico familiar de doença tireoidiana.


A tireoide hiperativa

Se sua glândula tireoide produz e libera excesso de hormônios tireoidianos na corrente sanguínea, você tem hipertireoi-dismo. Os homens podem desenvolver hipertireoidismo por vários motivos, como a doença de Graves, supermedicação com hormônios tireoidianos para tratamento de hipotireoidismo, excesso de iodo na alimentação, nódulos na tireoide, ou inflamação da glândula tireoide (tireoidite). Ao acelerar o metabolismo do organismo, o hipertireoidismo pode causar muitos sintomas; alguns desses sintomas são mal interpretados como nervosismo ou estresse.6

www.fertility.com


A tireoide hipoativa

Quando você tem histórico familiar de doença tireoidiana ou alguma doença autoimune você está sob maior risco de hipotireoidismo.11 Se sua glândula tireoide produz hormônios tireoidianos insuficientes, o TSH aumentará para estimular sua glândula tireoide a suprir a falta. TSH elevado foi observado em 4,6% dos casos de infertilidade feminina.12


Sintomas chaves do hipotireoidismo7

  • Fadiga
  • Confusão mental
  • Falta de concentração e memória
  • Ganho de peso/li>
  • Maior sensibilidade ao frio
  • Dor nas articulações e músculos
  • Pele e cabelo ressecados
  • Unhas quebradiças
  • Menstruação anormal

Se você tem hipotireoidismo você pode ter sangramentos menstruais infrequentes e leves, não ter ciclos menstruais ou ciclos irregulares devido a problemas com a ovulação. Essas irregularidades menstruais são cerca de três vezes mais comuns em mulheres com hipotireoidismo do que em mulheres com função tireoidiana normal.5 Com níveis baixos da função tireoidiana, níveis de prolactina, o hormônio que estimula a produção de leite nas mamas depois do parto, pode aumentar e inibir a ovulação.5 O hipotireoidismo também está associado com maior risco de doença do ovário policístico (PCOS), uma condição que causa cistos nos ovários e inibe a gravidez.13


Como são tratadas as doenças da tireoide


Hipertireoidismo:

Depois de sua tireoide hiperativa foi diagnosticada por exames de sangue, o tratamento refletirá seu tipo de hipertireoidismo, sua idade, situação de saúde, e a seriedade da hiperatividade. As opções de tratamento são:

Drogas antitireoidianas, which prevent the thyroid gland to produce new thyroid hormones without destroying the thyroid gland6

Radioactive iodine radiation, que evitam que a glândula tireoide produza novos hormônios tireoidianos sem destruir a glândula tireoide6

Remoção cirúrgica de partes ou de toda a glândula tireoide 6
As últimas duas opções levarão ao hipotireoidismo, que é controlado pela adição de levotiroxina.6

Nas mulheres, receber tratamento com iodo radioativo antes de engravidar elimina a necessidade de drogas antitireoidianas. Por motivos profiláticos a mulher deve esperar pelo menos seis meses após o tratamento com iodo radioativo, antes de tentar engravidar.5 Homens que fizeram tratamento com iodo radioativo devem esperar quatro meses, antes de tentar engravidar a parceira.5


Hipotireoidismo:

Depois do diagnóstico de tireoide subativa por exames de sangue, o médico irá prescrever o hormônio de tireoide faltante para reposição de T4. Você começará por receber levotiroxina, uma tiroxina sintética que age exatamente como o hormônio da tireoide produzido pela própria glândula 7, que normalmente melhora ou normalize as irregularidades menstruais nas mulheres e as anormalidades de espermatozoides e a disfunção erétil em homens, recuperando, assim, a fertilidade.5 Se seu hipotireoidismo é causado pela falta de iodo na alimentação, você poderá receber suplementos de iodo.


Hipotireoidismo leve

Quando seus níveis de hormônios tireoidianos estão apenas levemente anormais (subclínico), o médico pode simplesmente monitorar sua função tireoidiana, porque não há consenso sobre os benefícios de tratar pacientes com doença tireoidiana subclínica. Pergunte ao médico se ele irá tratar de seu problema tireoidiano de forma mais agressiva, para resolver a fertilidade. Quando se trata de gravidez, mesmo o hipotireoidismo leve, sem tratamento, na mãe é tratado com tratamento de reposição hormonal para prevenir efeito adverso no desenvolvimento do cérebro do bebê.14

Referências

  • 1- Poppe, K, Glinoer D, Tournaye H et al. Thyroid function and assisted reproduction. In: The Thyroid and Reproduction, METS Riga 2008. Georg Thieme Verlag
  • Stuttgart 2009; 33-38.
  • 2- American Thyroid Association. General Information (2012) http://www.thyroid.org/thyroid-eventseducation-media/about-hypothyroidism Accessed October 2012.
  • 3- Healy DL, Trounson AO, Andersen AN. Female infertility: causes and treatment. Lancet 1994; 343:1539–1544.
  • 4- Meikle AW. The interrelationship between thyroid dysfunction and hypogonadism in men and boys. Thyroid 2004; 14 (Suppl 1): S17-S25.
  • 5- Krassas GE, Poppe K, Glinoer D (2010) Thyroid function and human reproductive health. Endocr.Rev. 2010 31:702-755.
  • 6- The American Thyroid Association (2012) Hyperthyroidism http://www.thyroid.org/what-is-hyperthyroidism/Accessed October 2012.
  • 7- The American Thyroid Association (2012) Hypothyroidism Brochure. http://www.thyroid.org/whatis-hypothyroidism Accessed October 2012.
  • 8- Bercovici JP. Menstrual irregularities and thyroid diseases. Feuillets de biologie 2000; 74: 1063-1070.
  • 9- Vanderpump MPJ, Tunbridge WMG, French JM et al. The incidence of thyroid disorders in the community: A twenty-year follow-up of the Whickham Survey. Clin
  • Endocrinol 1995; 43: 55-69.
  • 10- Green BB, Weiss NS, Daling JR. Risk of ovulatory infertility in relation to body weight. Fertility and Sterility 1988; 50 (5): 721-726.
  • 11- The Hormone Foundation’s Patient Guide to the Management of Maternal Hypothyroidism Before, During, and After Pregnancy. De Groot LJ, Stagnaro-Green A,
  • Vigersky R, The Hormone Foundation 2007 http://www.hormone.org/Resources/Patient_Guides/upload/mgmt-maternal-hypothyroidism-070609-2.pdf.
  • Accessed October 2012.
  • 12- Grassi G, Balsamo A, Ansaldi C et al. Thyroid autoimmunity and infertility. Gynecol Endocrinol 2001; 15: 389–396.
  • 13- Beyond Infertility. Polycystic Ovary Syndrome (PCOS). U.S. DEPARTMENT OF HEALTH AND HUMAN SERVICES. National Institutes of Health; Eunice Kennedy
  • Shriver National Institute of Child Health and Human Development 2008 http://www.nichd.nih.gov/publications/pubs/upload/PCOS_booklet.pdf.
  • Accessed October 2012.
  • 14- De Groot L, Abalovich M, Alexander EK, Amino N, Barbour L et al. Management of Thyroid Dysfunction during Pregnancy and Postpartum: An Endocrine Society
  • Clinical Practice Guideline. J Clin Endocrinol Metab 2012; 97 (8): 2543-2565.
  • If you want to know more about thyroid and fertility, visit the following websites:
  • http://www.thyroidweek.com/
    Patient information provided for International Thyroid Awareness Week
  • http://www.hormone.org/
    Patient information by the Endocrine Society
  • www.fertility.com
    Patient information by Merck Serono
  • http://www.webwiki.de/thyroid-fed.org
    Patient information by the Thyroid Federation International
  • www.thyroid.org
    Patient information on thyroid health published by the American Thyroid Association (ATA)
  • As informações deste site não visam substituir o aconselhamento médico informado. Você deve consultar um profissional de saúde devidamente qualificado sobre qualquer problema ou assunto deste site, antes de tomar qualquer providência

    Favor consultar a Declaração de Privacidade e Legal do site citado, quando for lê-lo.